Resenha: Lançamento do SLMDTV em São Paulo e Porto Alegre

O último final de semana ficou marcado na memória dos paulistas e gaúchos. No sábado ocorreu o lançamento do Saca La Muerte de Tu Vida, no Teatro Mars, em São Paulo. E no domingo, em Porto Alegre, no Opinião.

Já fazia algum tempo que a banda completa não se apresentava em São Paulo. Assim, Rodrigo Tavares, Paulinho Goulart, Márcio Sujeira, Jorge Dorfman e Thiago Bridi sobem ao palco para dar início ao show de estreia do SLMDTV! A expectativa é grande e o arrepio com a primeira música, a dramática Janeiro, é inevitável: sim, o lançamento do segundo álbum havia começado.

Canal 12 retoma o triunfo do primeiro CD, e desperta o público que ainda permanecia tímido. As Terças Podem Se Inverter e Chacarera da Saudade dão sequência ao show, já confirmando toda a aceitação que o novo disco teve – e vem tendo!

Apesar da euforia ser grande com a música Visita, é Cigarros e Capitais – a querida do novo CD – que transborda vozes e sentimentos: “Mas se você esquecer quando estiver por aí andando pelo mundo sem parar, ouça essa canção e saiba que o meu coração ainda é o teu lugar”.

Carolinie e TavaresA primeira participação do show (e inédita até o show de SP), Carolinie Figueiredo, sobe ao palco para emprestar a sua voz e energia à música Muito Além do Sofá. A entrega da atriz carioca foi intensa, dividindo-se entre danças e performances – até mesmo quando algumas palavras faltavam! Um momento inesquecível para aqueles que tinham na lembrança apenas o antigo vídeo gravado no sofá, quando a canção foi composta.

A noite seguiu com Future Tense, Pra Ser e Tudo Pra Você; a última por pouco não ficara de fora do CD ¡Adiós,Esteban!, confessa Tavares: “o pior apostador de músicas preferidas”.

Tango Novo (Nada Impede a Onda de Passar) contou com a participação da Tay Galega (que dividiu composição da faixa com o Tavares) no show de São Paulo; envolvendo o público de forma com que todos cantassem e se balançassem até o fim. O coro foi lindo.

Esteban

Muda, mais uma vez, resgata a nostalgia dos primórdios desse projeto; enquanto Martes chega ainda mais fundo: expirando as influências e afinidades sul-americanas, unindo Fito Páez à dramaticidade do Esteban.

Seguindo a “tradição”, a banda se retira do palco para dar lugar ao momento acústico. Tavares e sua guitarra puxam o coro de Mundo (da saudosa Abril), o qual se estende à memorável Milonga – agora já acompanhada do gaiteiro. Tavares convoca e o público responde, insaciáveis.

Segunda-Feira e Carta aos Desinteressados seguem o baile, e logo, Porto Alegre se prepara para receber seu segundo convidado: Humberto Gessinger, o ícone!
Humberto Gessinger e Tavares

“Ouça o que o Tavares diz!” – brinca Humberto durante a canção Tchau Radar. A emoção de um, o orgulho de outro e o sincronismo dos dois. Palavras não serão o suficiente para expressar o quão gratificante e lindo foi esse momento: fã e ídolo, ídolo e ídolo; juntos celebrando mais um feito.

A euforia já é tanta (assim como as cevas!), que Me Sinto Humano é cantada em pedaços, desencadeando ainda a grande rivalidade GREnal de Porto Alegre! Em seguida, Maria, é carinhosamente (e ambiguamente) dedica a Marli, mãe do Tavares, que empolgada balançava-se no mezanino durante show na capital gaúcha.

Agora era a vez da terceira participação subir no palco do Opinião: Pirisca Grecco y La Comparsa Eletrica chegam para executar um dos melhores momentos do show. O som do bombo leguero dá a partida. Senhoras e senhores: La Chacarera!

A emoção predomina. Rafa Bisogno, Texo Cabral, Duca Duarte e Paulinho Goulart ainda seguem com mais duas canções já consagradas nos encontros de Pirisca e Tavares: Prenda Minha e Co’as Espora Torta resgatam todo o sentimento nativista e sulista de cada um – até daqueles que de longe vieram. Como de praxe, a banda Ira! ainda é lembrada, e a grande miscigenação musical está feita!

Pianinho encaminha o show para o final; e já não é mais possível conter a felicidade de estar vivendo aquele momento. Para o “grand finale”, Tavares chama Bell Ruschel, amigo de longa data, para encerrar o show ao som de Sinto Muito Blues.

Esteban

Um final de semana de estreias e participações especiais. Um público longe de ser o maior, porém, um dos mais fiéis. Shows memoráveis para todos que lá estiveram.

Vida longa ao Saca La Muerte de Tu Vida!



Confira o show de POA na íntegra.